Hackers conseguem invadir urnas eletrônicas em Teste Público de Segurança

1

Como de costume, em toda eleição o TSE – Tribunal Superior Eleitoral- convidou especialistas a tentar invadir as urnas eletrônicas, usadas para registrar o voto. No teste realizado na sexta-feira (1) os participantes conseguiram driblar alguns itens de segurança e alguns arquivos internos da urna eletrônica foram invadidos.

A notícia continua após esta Publicidade

Segundo o coordenador de sistemas eleitorais do TSE José de Melo Cruz os invasores conseguiram acessar os registros das urnas, mas ao tentar alterar o conteúdo, não tiveram sucesso: “tiveram acesso ao ‘log’, que é aquele sistema que vai monitorando a urna e escrevendo tudo que acontece na urna eletrônica, como a caixa preta de um avião, que vai registrando todos os dados do voo. E conseguiram acesso ao RDV, que é o registro digital do voto, mas não de alterar o RDV, mas sim de observá-lo”.

O coordenador ressaltou ainda que a identidade dos eleitores também não foi acessada: “não tiveram acesso à ordem de votação e todos os votos dados naquela urna. Não conseguiram identificar os votos de todos os presentes. É possível do último voto”.

Segundo O TSE as falhas foram oriundas de uma atualização de sistema e serão corrigidas. O resultado completo do teste deve ser divulgado no dia 12 de dezembro.

1 COMENTÁRIO

  1. Tecnologicamente posso afirmar que é um problema sério, do ponto de vista de segurança da informação, mas irrelevante do ponto de vista democrático, nada comprometedor à confiabilidade e legitimidade dos processos eleitorais.

    A urna não deveria ser conectada a nenhuma rede pública nem conexões sem fio sem a devida criptografia e devia dispor de firewall`s e outros dispositivos de segurança que ou não estavam em teste ou não existem, na segunda opção é algo bem grave mesmo… mas continua sendo tão somente um problema TÉCNICO.

    O processo continua sendo seguro, mantendo-se os pilares de Segurança da Informação que são: Confidencialidade, Integridade e Disponibilidade dos dados. Logo, nada de novo.

    Tudo certo! O processo mais moderno e seguro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here