Ministro do STF autoriza abertura de inquérito para investigar Eduardo Cunha

0

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli determinou nesta quarta-feira (11) a instauração de inquérito contra o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por supostas irregularidades em Furnas. Toffoli também autorizou o início da coleta de provas sobre o suposto envolvimento do parlamentar no esquema.

O pedido de abertura de inquérito foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ele afirma que o objetivo da apuração é investigar uma grande organização criminosa, que tinha como um dos líderes Cunha. “Pode-se afirmar que a investigação cuja instauração ora se requer tem como objetivo preponderante obter provas relacionadas a uma das células que integra uma grande organização criminosa – especificamente no que toca a possíveis ilícitos praticados no âmbito da empresa Furnas. Essa célula tem como um dos seus líderes o Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, do PMDB do Rio de Janeiro”, disse Janot.

As diligências têm o prazo de 90 dias para serem concluídas. Eduardo Cunha é suspeito de ter cometido os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here