Ministro do STF determina abertura de inquérito contra Aécio Neves

0

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes determinou nesta segunda-feira (6) a abertura do segundo inquérito contra o senador e presidente do PSDB, Aécio Neves. O tucano é acusado de ter atuado para fraudar dados do Banco Real para esconder o mensalão mineiro. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o vice-governador de Aécio na época, Clésio Andrade (PMDB-MG), e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, também se tornaram alvos do inquérito solicitado pelo ministro.

O medida tem como base a delação premiada do ex-senador, Delcídio do Amaral (sem partido-MS), que na época era presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios, que investigou o mensalão. Delcídio disse que foram requisitados dados do Banco Rural e que Aécio atrasou o envio dos dados à CPI para apagar informações que pudessem comprometer o governo do PSDB.

17799,ministro-do-stf-determina-abertura-de-inquerito-contra-aecio-neves-2

“A maquiagem consistiria em apagar dados bancários comprometedores que envolviam Aécio Neves, Clésio Andrade, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Marcos Valerio e companhia”, afirmou Delcídio. Este já é o segundo inquérito aberto contra Aécio em decorrência da Operação Lava Jato. No entanto, os fatos foram redistribuídos para o ministro Gilmar Mendes já que o relator da Lava Jato, Teori Zavascki, entendeu que não havia conexão com a Petrobras. Em outra investigação contra Aécio, as suspeitas são do recebimento de propina de Furnas, também com base na delação de Delcídio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here