Nenhum deputado acerta bolão do impeachment e dinheiro será doado

0

Nenhum deputado acertou o bolão de apostas sobre o resultado da votação do parecer favorável à abertura do impeachment da presidente Dilma Rousseff e o dinheiro arrecadado será doado para uma entidade que atende pessoas com deficiências, informou nesta segunda-feira (18) o deputado Carlos Manato (SD-ES), que foi o responsável pela arrecadação.

O parecer do relator Jovair Arantes (PTB-GO), favorável à abertura do processo, foi aprovado na noite de domingo (17) por um placar de 367 votos a favor e 137 contra. Houve sete abstenções e dois parlamentares estavam ausentes.

carlos_manato_2

Segundo Manato, que é corregedor daCâmara, o bolão teve 51 participantes e rendeu R$ 5.100 – para participar, cada parlamentar teve que pagar R$ 100.

Os deputados que mais se aproximaram do resultado foi Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO) e o Major Olímpio (SD-SP), que apostaram que os favoráveis ao impeachment conseguiriam 366 votos. O deputado Paulo Azi (DEM-BA) também ficou perto, com um palpite de 368 votos.

Como não houve vencedores, Manato disse que iria transferir o dinheiro para a entidade, que fica no Espírito Santo.

Manato afirmou que o bolão ficou restrito a parlamentares e nenhum governista participou. Ele repetiu o argumento de que o bolão se tratou de uma “brincadeira” e disse que nenhum aliado do Palácio do Planalto se queixou.

“A ideia de fazer um bolão surgiu depois que vimos um grupo com seringas de mentira aplicando a vacina contra o golpe em uma das áreas da Câmara. Eu passei pelo grupo e disse que já estava doente, que a minha doença era o impeachment. Passei por lá e pensei, precisamos dar o troco e fazer uma brincadeira de volta”, disse.

O idealizador do bolão foi o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força, presidente do Solidariedade e um dos principais aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here