Oposição questiona custo de viagem de Dilma Rousseff a São Bernardo do Campo

0

A oposição contestou a visita de Dilma a Lula no sábado (05/03) e promete ir à Justiça para ressarcir os custos da viagem aos cofres públicos. Os parlamentares alegam que a ida da presidente para São Bernardo do Campo, um dia após a Operação Aletheia, não é um compromisso de estado. A petista usou um boeing e um helicóptero para prestar solidariedade ao ex-presidente, alvo da 24ª fase da Lava Jato.

O líder do DEM na Câmara, deputado Pauderney Avelino, afirma que a viagem de Dilma foi política e não oficial: “Ela é chefe de estado e de governo, não é presidente do PT. Nós queremos saber quem pagou isso, já que não é vista de estado, é uma visita política, partidária e não poderia usar os veículos à disposição do presidente da República”.
722277961-dilma-visita-lula-sob-aplausos-de-petistas-em-sao-bernardo (1)
A presidente, que acenou diversas vezes para os militantes, ficou cerca de uma hora no ABC junto com o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner. O deputado federal Vicentinho do PT descreveu ao repórter Victor LaRegina como foi o encontro e disse que Dilma considerou a operação um abuso: “Muito clima bom, solidariedade, companheirismo. A conversa não girou em torno da situação. Foi primeiro uma reflexão sobre ao abuso de Sérgio Moro, quando fez a condução coercitiva. Todos falamos que o Moro abusou do poder que um juiz tem”.

Antes da chegada da presidente, Lula desceu do prédio e caminhou entre os manifestantes, sem fazer nenhum pronunciamento. Os cerca de 300 militantes petistas que estiveram em São Bernardo do Campo focaram suas críticas no juiz Sérgio Moro e no trabalho da imprensa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here