Temer diz que para gerar emprego, “é preciso restaurar contas públicas”

0
Loading...

Após assumir interinamente a Presidência da República, na manhã desta quinta-feira (12), Michel Temer disse, durante o seu primeiro pronunciamento como substituto de Dilma Rousseff, que não falaria em crise, mas que trabalharia para superá-la. “Vamos trabalhar. O nosso lema, que não é de hoje, é ordem e progresso. A expressão da nossa bandeira não poderia ser mais atual com se hoje tivesse sido redigida”, disse.

O peemedebista também falou que, além de melhorar o ambiente de negócios no país para o setor privado, para produzir e gerar emprego, é preciso restaurar as contas públicas. Para ele, o corte de ministérios já feito em seu governo é parte das medidas de reequilíbrio fiscal. “A primeira medida nessa linha está, ainda que modestamente, aqui apresentada. Já eliminamos vários ministérios da máquina pública e ao mesmo tempo nós não vamos parar por aí”, afirmou.

Ainda durante o seu discurso, Temer disse que muitas, das “bases do futuro” para o país, há proposta já em tramitação no Congresso Nacional, e que “reformas fundamentais” serão fruto de desdobramento “ao longo do tempo”. “Uma delas é a revisão do pacto federativo. Estados e municípios precisam ganhar autonomia verdadeira, sob a égide de uma federação real, e não uma federação artificial como vemos atualmente”, disse.

link-zap
Loading...
...

LEAVE A REPLY