Ministério da Saúde desmente boato de que vacina contra rubéola é causa de microcefalia

0

Boatos de que os atuais casos de microcefalia foram causados por um lote vencido de vacinas contra rubéola foram desmentidos pelo Ministério da Saúde. Os especialistas fazem questão de ressaltar que a relação entre a vacina e a microcefalia é totalmente infundada.

O ministério, em nota oficial, “esclarece que todas as vacinas ofertadas pelo Programa Nacional de Imuização (PNI) são seguras e não há nenhuma evidência na literatura nacional e internacional de que possam causar microcefalia. ”

79ih3wp1g7_4ka08rub0i_file

É consenso entre infectologistas que a vacina contra rubéola não é indicada para mulheres grávidas. Tal vacinação só ocorre aos 15 meses ou em alguns períodos específicos, mas antes da gravidez, e não durante.

Outro ponto é que, por ser uma vacina composta de um vírus vivo, se ela estiver vencida, o vírus estará sem efetividade e não seria causa de microcefalia.

No informe, para garantir que não há risco também de que haveria lote de vacinas vencidas, o ministério destaca que o “controle de qualidade das vacinas é realizado pelo laboratório produtor obedecendo a critérios padronizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).”

E prossegue.

“Após aprovação em testes de controle do laboratório produtor, cada lote de vacina é submetido à análise no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) do Ministério da Saúde.”

rubeula

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here