Municípios devem receber recursos para combater doenças como a Hanseníase

0

Municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) devem receber recursos para combater doenças como a Hanseníase, o Tracoma, a Geohelmintíases e a Esquistossomose. Por meio do Plano Integrado de Ações Estratégicas para Enfrentamento das Doenças em Eliminação, devem ser investidos de R$ 45,7 milhões em 796 Municípios, com grande concentração de pessoas em situação de extrema pobreza. De acordo com dados do governo, em 2011 houve 33.955 novos casos detectados, e em 2010 foram registrados 34.894 novos casos da doença no País. A partir dos dados, o objetivo do governo é desenvolver e implantar políticas públicas integradas para o enfrentamento da doença. O projeto prevê estratégias de detecção precoce, tratamento, metas e prioridades até 2015. A Hanseníase é uma doença infecciosa que atinge a pele e os nervos dos braços, mãos, pernas, pés, rosto, orelhas, olhos e nariz. O tempo entre o contágio e o aparecimento dos sintomas é longo e varia de dois a cinco anos. Ela se apresenta por manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo. Apesar de não coçar, estas manhas causam a sensação de formigamento e ficam dormentes, com diminuição ou ausência de dor, da sensibilidade ao calor, ao frio e ao toque. Tratamento – Todos os casos têm tratamento e cura. Os sintomas da doença podem ser evitados com o diagnóstico precoce e o tratamento imediato disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). O tratamento, gratuito, pode durar de seis a doze meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here