MONUMENTO AO AGUADEIRO

monumento do aguadeiro
Profissão típica da cidade de Lisboa, os aguadeiros carregavam barris de água, que eram vendidos nas cidades, funcionando como abastecimento, já que não haviam redes de fornecimentos de água naquela época.  Primeiro, os aguadeiros “faziam a distribuição de água em jegue, com cangalha”. Depois, os aguadeiros passaram a arrastar os barris de madeira, com bases circulares, pneus, conhecido como “barril-de-rola”.

Essa profissão só durou até a chegada da água canalizada que na cidade de Itaberaba, se deu em 14 de setembro de 1958.  Nesse momento, foi construído o monumento em homenagem ao aguadeiro, localizado na Praça Flávio Silvany.